• Feiras

3ª RuralturES atrai 40 mil pessoas e movimenta mais de R$ 2,3milhões

20/06/2023

A 3ª RuralturES (3ª Feira Estadual de Turismo Rural), que começou quinta- feira (15) e terminou ontem (18), no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman, o “Polentão”, em Venda Nova do Imigrante (ES), atraiu público estimado em 40 mil pessoas em quatro dias de programação gratuita, um aumento de quase 15% em relação a 2022. Além disso, a Feira movimentou mais de R$ 2,3 milhões só no local do evento, conforme dados apurados até o momento, sem considerar a ocupação hoteleira e todos os serviços utilizados da cadeia produtiva do turismo do município e entorno.

Com mais de 30 horas de programação, a RuralturES surpreendeu o público com a diversidade de produtos oferecidos por mais de 140 empreendedores capixabas. Os visitantes puderam desfrutar de experiências diversas, como degustação de cafés especiais, cervejas artesanais, mel, morango, flores e artesanato. Também fizeram parte das atrações apresentações culturais de música e danças folclóricas, Cozinha Show, Expedição Tropeira, workshops, encontro do Polo de Turismo de Experiência do Sebrae, com a participação dos gestores do Sebrae nacional; e a Casa Nostra, um espaço que reproduziu a casa dos imigrantes italianos, permitindo uma imersão na cultura e tradição das famílias italianas que vieram para o Espírito Santo.

O objetivo principal do evento é divulgar os produtos locais e proporcionar experiências incríveis aos participantes, destacando o potencial do
agroturismo capixaba e enfatizando o turismo de experiência como elemento central. Além dos empreendimentos locais, a Feira contou com a
participação de expositores vindos do Pará e do Rio de Janeiro. E ainda oito caravanas do Espírito Santo participaram do evento, com receptivo e visitas ao agroturismo regional organizados pelo Sebrae/ES.

A RuralturES é realizada pelo Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau, em correalização com o Sebrae/ES, a Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante, o Governo do Estado (por meio das Secretarias de Turismo e Desenvolvimento), Associação de Agroturismo do Espírito Santo (Agrotures) e Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), além do apoio do Ifes, Senac, Senar e Afepol, e do patrocínio do Sicoob e Sistema OCB/ES.

A Feira recebeu elogios de visitantes e expositores. Adriana Oka, profissional de marketing paulista e atualmente em Vitória, visitou o evento pela primeira vez e destacou a variedade de produtos e a experiência positiva para toda a família. “Compramos cafés, queijos, carnes e doces, e nossa filha se encantou com os stands dos apicultores e as lindas apresentações de dança. Foi um programa maravilhoso para toda a minha família!”. O aposentado Valter José Lopes, também da capital capixaba, é outro estreante na Feira. “Achei a RuralturES fantástica. Maravilhoso o povo que constrói tudo isso aqui. Como apreciador, comprei um vinho da região para experimentar”. A mulher do aposentado, Cristina Lopes destacou as tradições agrícolas da RuralturES. “Gostei de ver os processos de produção, a exemplo do açúcar mascavo. Não sabia como era feito. A questão dos cafés também me impressionou.

Não sou tomadora da bebida, mas quando você vai descobrindo o processo passa a gostar e sempre aprende muito”, disse. A dona de casa Sueli Pereira Netto, de Leopoldina (MG), já conhecia a região e veio pela primeira vez à RuralturES. “Muito bem organizada, gostei muito e voltaria de novo. Parabéns aos organizadores! Queijo, mel e café me atraem muito. Compro os cafés da região sempre que venho”. Amiga da Sueli, Teresinha Bueno Gregorazzi saiu de São Carlos (SP) para conhecer a Feira. “Achei muito organizada. Sempre pratico turismo rural e, quando posso, vou a feiras e eventos na área. Recomendo a RuralturES”.

O prefeito de Venda Nova do Imigrante, Paulinho Mineti, comemora mais uma edição da Feira Estadual de Turismo Rural. “Quero agradecer e
parabenizar todos os envolvidos, governo do Estado, na pessoa do governador, Renato Casagrande; Sebrae/ES, na pessoa do Pedro Rigo; Aderes, entre outros parceiros. A RuralturES foi um sucesso, com recorde de público, de atrações, de experiências, lançamentos de programas novos, sempre com a parceria do Sebrae e do Convention Bureau”.

Lícia Caliman, secretária Municipal de Turismo, Cultura e Artesanato de Venda Nova, expressou sua satisfação com o resultado deste ano. “Acredito que conseguimos surpreender com o tamanho e a organização do evento, focado no turismo de experiência, levando ao visitante a riqueza da cultura e dos valores dos nossos antepassados. A Feira foi um sucesso, tanto pelos visitantes quanto pelos produtos apresentados pelos expositores!”. Para a executiva de projetos do Convention Bureau, Andréia Rosa, a terceira edição da RuralturES superou todas as expectativas. “Lançamos o desafio para fazer ainda melhor em 2024. Só agradecer!”. O presidente do Conselho Curador da Associação, Leandro Carnielli, também está agradecido “O agroturismo mais uma vez mostrou o quanto cresceu em grupo com a governança do Montanhas Capixabas. O nosso obrigado a todos que estiveram conosco”.

E para Pedro Rigo, superintendente do Sebrae/ES, correalizador da Feira, a RuralturES não somente alcançou plenamente seus objetivos como também fortaleceu o turismo rural e valorizou os produtos locais do Espírito Santo. “Essa conquista não é apenas do Sebrae/ES, mas de todos os envolvidos, dos empreendedores aos visitantes, que se encantaram com as experiências proporcionadas na programação. A parceria entre o Sebrae/ES e o Convention Bureau foi fundamental para o sucesso. Juntos, seguiremos impulsionando o turismo rural, preservando nossa cultura, fortalecendo as economias locais e oferecendo experiências únicas aos visitantes. Continuaremos apoiando e incentivando o desenvolvimento do turismo rural no nosso Estado”, avalia.

Diversidade e sucesso com gastronomia, artesanato e experiências surpreendentes A RuralturES encantou os visitantes com sua diversidade e proporcionou oportunidades de negócios para os expositores. Um dos destaques desta terceira edição foi o espaço Expedição Tropeira,  coordenado por um grupo de amigos de Conceição do Castelo, com opções de petiscos à base de carne de porco na lata. O “Aquele Pão”, sanduíche feito com pão integral recheado com carne desfiada e molho à base de cebola, alho, leite e outros temperos,
fez um tremendo sucesso.

Além disso, a Feira contou com cursos sobre decoração com kokedama, apresentou facas artesanais e revelou chocolates sem lactose e glúten. O
intercâmbio cultural e as trocas de experiências entre os participantes e visitantes promoveram o fortalecimento do turismo rural e deixaram a
expectativa para novas edições do evento. A artesã Edna Maria Cardoso (Venda Nova), que trabalha com biscuit há 20 anos, participou de todas as edições da RuralturES. Este ano, ela encantou os turistas com um ímã de geladeira inspirado no socol. “Também faço a réplica da panelinha de polenta. O turista adora sempre levar alguma lembrança que represente nossa cidade. Agreguei ao meu trabalho com biscuit e estou bem satisfeita. E é muito importante a RuralturES, que ajuda a divulgar nosso produto”, disse.

Os irmãos Anderson e Andrey Côra, este com a mulher, Geovana Sossai, representaram a AC Cutelaria Artesanal, também com sede no município anfitrião. Com mais de seis anos de experiência no mercado, eles conquistaram uma clientela fiel, principalmente em Minas Gerais, São Paulo e Nordeste. Utilizando as plataformas on-line, como Instagram e WhatsApp, eles divulgam e vendem suas facas exclusivas pela internet. As facas artesanais confeccionadas pelo trio variam em preço, com as mais caras chegando a custar entre R$ 1.300 e R$ 1.600, dependendo dos materiais utilizados e do acabamento dos cabos. Entre os materiais mais exóticos estão chifre de cervo, osso de baleia e resina com madeira de canela.

A paixão pela cutelaria foi despertada em Andrey após assistir a episódios do programa “Desafio Sobre Fogo” do canal History. “Despertamos a curiosidade do público devido à singularidade do nosso ramo. Conseguimos atrair muitas pessoas e mostrar a diversidade dos nossos produtos aqui na RuralturES”, compartilhou Andrey. Geovana acrescentou: “Tivemos uma recepção incrível no evento. As pessoas ficaram surpresas por se tratar de produtos exclusivos da nossa região, que muitos ainda não conheciam. A Feira foi fundamental para superar nossas metas”.

Outro casal de empreendedores capixabas com estande na RuralturES foi Apasra e Moacyr Mendes (Titão Italiano). Eles produzem chocolates sem lactose, glúten, corante e conservante na Rota do Lagarto, em Pedra Azul (Domingos Martins). “Para nossa surpresa tivemos muitos depoimentos de pessoas intolerantes à lactose que gostaram da combinação do leite de arroz com chocolate. A gente ficou muito feliz em permitir a eles comer chocolate sem culpa. A RuralturES foi uma oportunidade excelente para divulgar nossa marca e fazer contatos com produtores de cacau, inclusive da região, e contato com donos de cafeterias, produtores de café e até fornecedores de outros Estados interessados em parcerias”, comemorou Moacyr.

E não foram só os expositores capixabas que celebraram a 3ª RuralturES. Os artesãos em madeira João Carlos Campaneli e Sônia Regina Correia Messias (Nós Na Madeira), de Cardoso Moreira (RJ), viria para a região só a passeio, mas acabou aproveitando para reservar um estande na Feira. “Juntamos o útil ao agradável. Está sendo uma experiência bastante incrível porque não tínhamos noção do tamanho desta Feira, que é muito bem organizada. Vamos levar esta experiência para nossa cidade e mostrar também ser possível fazer no interior do Rio o que é feito aqui”.

O estande Rota Amazônia Atlântica levou as iniciativas da floresta tropical pela primeira vez para a Feira, com destaque para as marcas “Vida Caboca” e “Seringo”, do Pará. O público pôde conhecer tênis feitos com borracha natural e geleia de açaí. “O público capixaba está surpreso e bem curioso de ver insumos e matérias-primas diferentes, a exemplo do tênis feito na única fábrica do Brasil com essa tecnologia. Muito bom esse intercâmbio. A rede que fizemos com o Sebrae/ES e o Convention Bureau, além das visitas às fazendas do agroturismo, são de grande aprendizado e troca de experiências. Esperamos voltar para intensificar esses contatos e trazer pessoas do Pará para ver como se organiza um evento de turismo rural como a RuralturES”, declarou Mário Carvalho (Vida Caboca).

Quem também compareceu à RuralturES foi a secretária Municipal de Turismo de Paty do Alferes (RJ), Juliana Massi, acompanhada de uma equipe da prefeitura. “Viemos conhecer o evento para entender um pouco das experiências aqui da região e explorar mais Venda Nova e Pedra Azul para ver o trabalho realizado com agroturismo e levar boas ideias para a nossa cidade”.

No Espaço Flores, o movimento ficou todo por conta das dezenas de opções e do curso de Kokedama, ministrado por Bianca Corona, instrutora do Senac ES nas áreas de design de interiores e paisagismo. Muitas pessoas foram ao local aprender o resgate de uma técnica japonesa que é ótica dica de decoração para apartamentos e que ganhou força com o movimento de biofilia na arquitetura. “É um coringa na decoração. A maioria das pessoas não conhecia e veio aqui aprender a fazer sua própria kokedama”.

O Convention- O Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau é uma entidade com sede no município de Domingos Martins, sem fins lucrativos, criada para promover desenvolvimento sustentável no turismo da região de montanhas do Espírito Santo. Atualmente, o trade regional é representado por 380 empreendimentos em dez municípios (Afonso Cláudio, Alfredo Chaves, Brejetuba, Castelo, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Laranja da Terra, Marechal Floriano, Vargem Alta e Venda Nova do Imigrante).

Fundado em 2006, a partir de uma aliança da iniciativa privada com o poder público, o Montanhas Capixabas teve o apoio de grandes parceiros como o Espírito Santo Convention & Visitors Bureau, Federação Brasileira de Conventions & Bureau, Governo do Estado do Espírito Santo e Sebrae-ES. Nossa missão é desenvolver o turismo sustentável, adotando ações que promovam seu arranjo turístico em nível estadual, nacional e internacional, que gerem oportunidades de negócios para seus mantenedores e associados e fomentem o desenvolvimento de toda a região.
A atual diretoria conta com Valdeir Nunes (diretor-presidente), Ana Venturim Porto (diretora financeira), Sergio Rodrigues Dias Filho (diretor técnico) e Leandro Carnielli (presidente do Conselho Curador).

Outras notícias

RuralturES 2024 será realizada em nova data e local. Confira!

RuralturES 2024 será realizada em nova data e local. Confira!

Acesse
Venha celebrar uma tradição italiana na 22ª Festa do Socol em maio!

Venha celebrar uma tradição italiana na 22ª Festa do Socol em maio!

Acesse
37ª Festa do Tomate: show, premiações e motocross marcam o evento em Alto Caxixe

37ª Festa do Tomate: show, premiações e motocross marcam o evento em Alto Caxixe

Acesse