Alto Caxixe era uma típica comunidade de interior, população na maioria descentes de italianos. Tinham a agricultura como fonte de renda e a igreja Católica como fonte de sua fé. Aos domingos, se reuniam em comunidade, ali oravam, agradeciam a Deus, tinham o momento de lazer e buscavam formas de trazer crescimento e evolução para a comunidade. Possuíam um conselho da igreja, que era formado por um pequeno grupo de produtores rurais e, por volta do ano de 1986, com o apoio dos integrantes do Emater, hoje chamado de Incaper, tudo começou… Criaram a Festa do Tomate!

Inicialmente a festa começou pequena, no pátio da igreja católica, sem estrutura. Os produtores rurais traziam as verduras que produziam em suas propriedades e formavam uma grande banca de verduras, onde eram premiados os melhores produtos de cada variedade, e assim vendiam estas para os visitantes. As agricultoras cuidavam das comidas e da arte culinária, uma barraca onde tinham inúmeros produtos feitos a base de tomate. Todo lucro adquirido na festa era retornado para o desenvolvimento da comunidade.

Anos e anos se passaram, a agricultura se fortaleceu e o tomate se tornou destaque regional, posteriormente estadual e atualmente possui destaque nacional. A festa acompanhou essa evolução, foi tomando proporções cada dia maiores e somando a força e trabalho da comunidade, mais o apoio dos órgãos públicos, em 2016, foi inaugurado o Centro de Eventos Tomatão, onde acontece atualmente a Festa do Tomate.

Programação da Festa: https://www.festadotomate.org.br/atracoes

 Organizador: Conselho de Desenvolvimento Comunitário de Alto Caxixe.
Data: 01 a 03 de fevereiro.