Venda Nova do Imigrante é a capital do Agroturismo no Brasil, reconhecida pela Associação Brasileira de Turismo Rural – ABRATUR. A proposta data de 1987, tem origem no termo italiano “agriturismo”, unindo a vivência agrícola à visitação e ao lazer, sendo realizada em Venda Nova pelas famílias italianas e seus descendentes, que até hoje produzem iguarias como o Socol (embutido de carne de porco), o Limocello (licor amarelo de limão siciliano), o queijo de tipo Rasteia e o café Arábica, entre outros produtos. Compõem o Circuito do Agroturismo cerca de 70 propriedades, com 300 famílias e mais de 1500 pessoas envolvidas diretamente.