Vale a pena conhecer esse lugar repleto de surpresas, mistérios e riqueza arqueológica que vão muito além de uma “simples caverna” escavada na rocha

  Gruta do Limoeiro: esqueletos de 4.500 anos foram encontrados no local  – (Foto: Mosaico Imagem)

A Gruta do Limoeiro, no município de Castelo, região serrana do Espírito Santo, encanta o turista que a coloca em seu roteiro de viagem. A gruta não é somente uma pequena caverna entalhada na rocha pela natureza.  Ela tem vários salões com várias características distintas, todos eles acessíveis, desde que acompanhado pelo guia turístico do local.

Com vários salões a Gruta é muito mais que uma simples caverna (Foto: Mosaico Imagem)

A História

O passeio pela Gruta do Limoeiro começa na recepção do Centro de Visitantes, local onde ficam o Paiol da Gruta, uma pequena loja com produtos e curiosidades, e o Memorial, onde a partir de painéis e objetos pode-se conhecer toda a história da Grutar contada pelo condutor turístico.

Centro de Visitantes e acesso ao Memorial que conta a história da Gruta dos Limoeiros (foto:Mosaico Imagem)

A história do local, recheada de curiosidades e algumas surpresas, começa em 1935, quando uma professora e seus alunos faziam a limpeza da região e ao retirar o mato da gruta, deparou-se com ossos e objetos cerâmicos.No entanto, apesar da descoberta, um estudo mais detalhado do local só aconteceu em 1979, quando o professor e arqueólogo Celso Perota, começou a desenvolver uma pesquisa científica arqueológica.

Durante as escavações, ele encontrou vários esqueletos, dois deles quase inteiros e, o mais surpreendente:  a datação em carbono-14, revelou que os esqueletos tinham cerca de 4.500 anos, possivelmente ossos dos nativos habitantes da região há milhares de anos. Esses “personagens” estão expostos no Memorial e costuma, surpreender os visitantes.

Entrada do Gruta sob uma imensa rocha em meio a natureza exuberante da Mata Atlântica (foto: Mosaico Imagem)

O lugar, cuja entrada fica sob uma imensa rocha com diversas tonalidades, cristais transparentes e uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes, colocada ali sobre um altar a pedido da professora que identificou os primeiros ossos, torna-se ainda mais fascinante  quando o Guia  explica que a região estava coberta pelo mar há alguns milhões de anos atrás, o que se confirma pelos fósseis de conchas, corais e peixes  incrustados nas rochas.

Além do valor histórico e arqueológico, que indicam a presença do homem ali desde o ano de 1.200, a Gruta do Limoeiro é um dos passeios imperdíveis para quem visita a região das Montanhas Capixabas, já que sua localização está em meio a uma exuberante natureza, cercada de  vegetação nativa de rara beleza e, felizmente, preservada!

Serviço:

Como chegar: A BR-262 é o melhor caminho para quem vem de Vitória, seguindo até a cidade de Venda Nova do Imigrante. Ali, o acesso se dá pela Rodovia Pedro Cola (ES-166) na entrada da cidade. Basta seguir em direção à Castelo por cerca 24 Km e ficar atento às placas que indicam o local. Se preferir, o uso de aplicativos facilitam bastante a chegada à Gruta do Limoeiro.

As visitas à Gruta do Limoeiro devem ser agendadas ligando para o número (28) 9-9986-1542.

Mais informaçõesClique aqui