Com formações físicas e geológicas incríveis, além de paisagens de tirar o fôlego, o destino favorece o turismo de aventura e esportes radicais

Para aqueles que possuem espírito aventureiro, o Espírito Santo é um ótimo destino. Seja para um final de semana, ou para uma programação previamente elaborada, o estado oferece várias opções para quem curte se aventurar.

As cidades de Afonso Cláudio, Domingos Martins e Castelo são pontos turísticos importantes da região serrana, possuindo riquezas naturais fantásticas, além de elevações montanhosas que facilitam a prática de esportes radicais, como o voo livre de parapente em rampas naturais com um visual maravilhoso. Cachoeiras, montanhas, rios e temperatura amena facilitam a prática dessa modalidade de esporte, entre eles, o voo livre em rampas naturais, esportes náuticos, raffting e montanhismo.

Voo livre na rampa de Ubá, em Castelo

Castelo, localizado na região Sul do Estado, oferece o voo livre. Quem gosta de viver “nas alturas” e de saltar de parapente não pode deixar de visitar a Rampa de Ubá, que possui 902 metros de altitude e 860 de desnível. A plataforma está localizada a 27 km do centro de Castelo. A rampa é considerada uma das mais belas do país e uma das cinco melhores para os pilotos. Olhando de cima, é possível ver o Pico do Forno Grande e a Cachoeira da Prata.

Voo de parapente, em Castelo

Outro local para os fãs de voo livre (paraglider) no município de Castel é a Rampa do Alto Chapeu, localizada na zona rural da cidade, a 10km da sede. Um lugar cercado de belezas naturais e muito propício para essa modalidade esportiva radical.

      Rampa Ponta do Chapéu, na cidade de Castelo

Parque Estadual do Forno Grande

Outro atrativo para amantes do turismo de aventura é o Parque Estadual do Forno Grande. No local, a 2.039 metros de altitude está o pico do Forno Grande, um grande maciço rochoso e o segundo ponto mais alto do Espírito Santo. De um lado é possível visualizar o Pico da Bandeira e de outro o mar e as cidades litorâneas. Reconhecido em toda a região e também pelos desbravadores desta terra, é comparado a grandes torres de um belo castelo, sendo parada obrigatória para muitas descobertas, recheadas de encantos e sabores. O clima agradável é um convite a caminhar por suas trilhas que revelam paisagens magníficas e inesquecíveis.

Parque Estadual do Forno Grande

Rafting no Rio Jucu, em Domingos Martins

Já a cidade de Domingos Martins é o endereço certo para quem quer fazer rafting e bóiacross. A diversão e aventura acontecem na região de Biriricas, em um trecho do Rio Jucu com cerca de 7,5 km. Ali o esportista tem a oportunidade de descer a correnteza, além de ver a flora e a fauna local. O grupo Rio da Montanha é o pioneiro nesse esporte no Espírito Santo e organiza saídas há mais de 12 anos, promovendo um passeio seguro e divertido pelas corredeiras. Além disso, as trilhas do Parque Estadual da Pedra Azul são imperdíveis, e também é lá que se pode desfrutar de uma cavalgada até as piscinas naturais da montanha.

 

Rafting no Rio Jucu – Divulgação/Prefeitura Municipal de Domingos Martins

Tanto para os aventureiros de carteirinha, quanto para os iniciantes que pretendem cirtir os esportes mais radicais, as dicas são : use sempre todos os equipamentos de segurança, monte seu roteiro previamente, avise amigos e parentes onde estará e cuide da saúde, sem esquecer de se manter hidratado. E sempre recolha seu lixo para manter o meio ambiente limpo e assim também garantir que o Espirito Santo e o Brasil estejam sempre no topo, quando o assunto for turismo responsável e sustentável. Além disto, procure sempre profissionais especializados e habilitados para a orientação, treinamento e acompanhamento dos esportes radicais.

Serviço:

Para conhecer prestadores de serviço, receptivos, guias e mais informações acesse: http://www.descubraoespiritosanto.es.gov.br/